Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

CTA Meio Ambiente

  • +55 (27) 3345-4222

  • usa
  • bra

 
  HOME » O QUE FAZEMOS » Monitoramentos

Encalhes

O monitoramento de praias é uma ferramenta metodológica utilizada para determinação de possíveis impactos de atividades antrópicas no ambiente marinho sobre comunidades da fauna aquática.

A determinação dos impactos é realizada por meio da avaliação de tartarugas, aves e mamíferos marinhos que, por ventura, encalham nas praias monitoradas. Desta maneira, é possível inferir se o animal encalhou devido a interferências das atividades humanas no ambiente marinho ou não. Diariamente, equipes percorrem as praias em busca de ocorrências de animais encalhados, bem como possuem uma linha de emergência chamada “disque encalhe”. O monitoramento de praias deve ser feito sempre quando há interesse na avaliação de empreendimentos marinhos, tais como: dragagens, atividades portuárias, exploração e produção de hidrocarbonetos, etc.

O CTA realiza a execução da maior extensão brasileira de monitoramento de praias e faz o registro de todos os grupos faunísticos de vertebrados possíveis de ocorrer nos ambientes praias (aves, tartarugas e quelônios marinhos) e também registrando eventos anormais, como manchas de óleo, aporte de resíduos sólidos e mortandades de peixes ou outros organismos marinhos.

A história do monitoramento de praias do CTA começou em 2006, quando do monitoramento de tartarugas marinhas no período de implantação do gasoduto entre o Campo de Golfinho e o município de Linhares. A partir desse serviço, em 2010 iniciou-se uma série de serviços de monitoramento de praias no norte fluminense e no sul capixaba, culminando com o domínio da execução desta atividade pelo CTA em todo o litoral capixaba e norte fluminense e região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

«
»
« VOLTAR