Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

CTA Meio Ambiente

  • +55 (27) 3345-4222

  • usa
  • bra

 
  HOME » IMPRENSA » NOTÍCIAS

11 de outubro de 2017

Outubro Rosa: equipe CTA participa de ações

«
»

O “Outubro Rosa” está sendo lembrado, no CTA – Serviços em Meio Ambiente, com ações durante todo este mês, por meio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). Nesta semana, uma palestra com uma representante da Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (AFECC) trouxe à equipe informações sobre o câncer de mama – foco do movimento e também de outros tipos mais comuns da doença em mulheres e homens.

A nutricionista da AFECC Mariane de Paula Correa chamou a atenção para algumas das causas no aparecimento de cânceres: “A obesidade tem influenciado no surgimento de tumores malignos em 50%”. A profissional destacou ainda outros fatores agravantes para o desenvolvimento da doença no organismo, como o uso do álcool de do cigarro, sedentarismo e uma dieta desregular, onde salientou o fator de risco do efeito sanfona.

Para a designer Gabriela Cotta, que também faz parte da CIPA, o tema deve ser abordado frequentemente, não só no mês específico. A mãe da colaboradora teve câncer de mama no ano de 2002. “Como ela descobriu a doença no início, foi possível reverter o quadro. De lá para cá, todos os anos ela faz acompanhamento. O fato de ter ocorrido isso com a minha mãe, despertou em mim e em minhas duas irmãs um sinal de alerta e o cuidado de fazer o autoexame”.

Movimento Outubro Rosa

Na década de 1990, nasce o movimento conhecido como “Outubro Rosa”, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

« VOLTAR