Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

CTA Meio Ambiente

  • +55 (27) 3345-4222

  • usa
  • bra

 
  HOME » CASOS DE SUCESSO

CASOS DE SUCESSO

Especializado na prestação de serviços em meio ambiente, o CTA desenvolve projetos dos mais variados portes, em diversas áreas.

PRADs

Plano de Recuperação de Área Degradada (PRADs)

A crescente implantação de novos empreendimentos no estado do Espírito Santo tende a aumentar a pressão sobre os recursos da flora em função do aumento da presença de pessoas na região, as quais potencialmente podem influenciar a exploração de espécies vegetais para fins madeireiro, medicinal, alimentar, dentre outros. Outro fator relevante no que tange aos ambientes naturais são as alterações na composição florística ocasionadas pelas intervenções no sedimento, dispersão da luminosidade e a supressão da vegetação original, que tende a promover a introdução de espécies invasoras, alterando a composição florística das áreas impactadas. Muitas destas espécies são exóticas e interferem as complexas interrelações entre a flora e fauna local.

O Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) consiste em um conjunto de atividades a serem executadas com a finalidade de recuperar a cobertura vegetal de uma área degradada. Seu objetivo principal é a recuperação do ambiente garantindo a proteção do solo contra processos erosivos e carregamento de partículas acarretando o assoreamento de rios e córregos. Além disso, a estrutura vegetal reduz a poluição atmosférica, a intensidade dos ventos, regula a temperatura do ambiente, fornecem refúgio e abrigo à fauna e proteção as reservas hídricas superficiais e subterrâneas. A recuperação do ambiente ocorre após a instalação do empreendimento seguindo os critérios determinados no Plano Básico Ambiental (PBA) ou Plano de Controle Ambiental (PCA). O Plano é elaborado com base na Instrução Normativa do IDAF N° 27-N de 12 de Setembro de 2007 e Instrução Normativa do IEMA N° 17-N de 06 de Dezembro de 2006 que institui Termo de Referência com o objetivo de estabelecer critérios técnicos básicos e oferecer orientação para elaboração de Projetos de Reflorestamento e de Recuperação de Áreas Degradadas – PRADs, visando a restauração de ecossistemas.

Nas áreas a serem recuperadas, são apresentados e executados os procedimentos metodológicos básicos para preparação do terreno e plantio, como delimitação e cercamento das áreas, prevenção contra incêndios, roçada, combate a formigas cortadeiras, adubação e correção do solo, coveamento e coroamento e um plano básico de monitoramento e manutenção após plantio.

O CTA – Serviços em Meio Ambiente vem executando Planos de Recuperação de Áreas Degradadas em diversas áreas do estado do Espírito Santo, incluindo Unidades de Conservação e áreas indígenas. Nos quais foram recuperados cerca de 200 ha de áreas degradadas, sendo plantadas mais de 250.000 mudas de espécies nativas do Bioma Mata Atlântica.

Por meio destes projetos o CTA empregou mais de 100 colaboradores, capacitando-os em aspectos técnicos/operacionais e de Segurança, Meio Ambiente e Saúde, atuando de forma a contribuir com o uso da mão-de-obra local, auxiliando, desta forma, no desenvolvimento da economia nos municípios de atuação.

Plano
« VOLTAR